Luiz MarencoCantador de Campanha9.672 plays
1 / 4

contrate

Destinos

Jayme Caetano Braun, Luiz Marenco

O destino quer que eu cante
E ao cantar eu me concentro
A querência eu levo dentro
E o resto eu toco por diante

Podem me chamar de louco
Mas aprendi com os mais quebras
A não galopear nas pedras,
Nem pelear por muito pouco

A lição número um
Eu aprendi com meu pai
Quem não sabe pra onde vai,
Não vai a lugar nenhum

Nunca refuguei bolada
Se me tocam me apresento
E tenho a crina esfiapada
De galopear contra o vento

Do meu manancial de penas
Quase todas se extraviaram
Umas porque se agrandaram,
Outras por muito pequenas

Tive um antes e um depois
Quando me larguei a esmo
Decerto por isso mesmo
Os meus destinos são dois

Destinos de um índio incréu
Sobre um mesmo coração
Um que me prende no chão,
Outro me puxa pra o céu

Porém o que me arrebata
É o destino de xirú
Que em vez das pilchas de prata,
As garras de couro cru

fotos (6)

comentários (3)

Compartilhar no

Karla Guete

Sou fã,Luiz Marenco canta por demais ...amo essa música !

Gilmar Antunes

nossas raizes

Rone

parabens por seu belo trabalho, sucessso abraços , confira o meu tbm

© 2003 - 2014 Palco MP3 · Música independente divulgada de verdade · 90 mil artistas, 1 milhão músicas e mais de 4 bilhões de downloads.