Joanna FOI EM NOME DE JESUS17.156 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
1 / 11

contrate

Mário Carlos

(81) 9984-1162 | (81) 3622-1915

release

JOANNA

A trajetória de um dos mais belos cantos da MPB

Uma carreira sólida e muito bem alinhavada durante 30 anos faz de Joanna uma das cantoras brasileiras de maior sucesso tanto no Brasil quanto em todos os países de língua portuguesa e hispânica. Desde a sua estréia em 1979, Joanna optou por cantar e compor nas suas mais variadas tendências, mas seu canto romântico sempre teve destaque maior.
No seu primeiro LP, ?Nascente?, já trouxe clássicos da música romântica brasileira para o ouvido de uma multidão de encantados ouvintes vendendo 80 mil cópias, fato marcante para uma estreante dentre tantas outras (mais de 20 lançadas naquele ano pelas mais diversas gravadoras). ?Descaminhos?, ?Cicatrizes?, ?Seu corpo??, são algumas canções de sua estréia no mercado fonográfico que a projetaram em nível nacional e na memória do povo brasileiro.

Esta linha de trabalho, um romântico rebuscado, profundo, foi seguida nos próximos álbuns; todos eles ganhadores de discos de ouro e/ou platina, e Joanna se firmou no panorama da MPB com sua voz doce e segura. ??Estrela-Guia? (80), ?Chama? (81), ?Vidamor? (82) e ?Brilho e Paixão? (83) vieram à tona com grandes sucessos de público e crítica, como: ?Momentos?, ?Quarto de Hotel??, ?Uma Canção de Amor?, ?Chama?, ?Vertigem?, ?Tua Cara?, e ?Eternamente?. Tudo isso costurado pela presença de grandes produtores, músicos e compositores como Durval Ferreira, Arthur Laranjeira, Wagner Tiso, Toninho Horta, Sivuca, Gonzaguinha (de quem Joanna gravou muitas canções compostas especialmente para uma intérprete). Tom Jobim, Chico Buarque, e Milton Nascimento (que fez ?Nos Bailes da Vida? especialmente para ela).

Em 1984, dá-se início a uma nova fase da carreira de Joanna. A partir do álbum daquele ano, sem título, apenas ?Joanna? percebe-se uma maior simplicidade tanto nas canções escolhidas para seu repertório quanto no tratamento dado a elas em estúdio e em palcos. Com ?Recado?, canção de Renato Teixeira conquista o gosto de milhões de ouvintes em todo o Brasil, seguida pelo sucesso de Espelho, vendendo milhares de cópias e se tornando uma das cantoras prediletas pelo público.

Seguem-se mais 3 álbuns intitulados apenas ?Joanna?, todos eles trabalhando uma entrega maior e mais direta ao repertório abertamente romântico, que levaram Joanna ao primeiro lugar nas paradas de sucesso do Brasil, Portugal e Argentina.

O trabalho de mais destaque foi o de 1986 onde se encontram os grandes sucessos: Amanhã Talvez, Um Sonho a Dois e Teu Caso Sou Eu. Com mais de 600.000 cópias vendidas este álbum lançou Joanna a tournées mundiais pelos países de língua latina, com grande sucesso, recebendo os mais diversos prêmios.

Em 1989 Joanna comemora dez anos de bem sucedida carreira com ?Primaveras e Verões?, onde grava desde os compositores habituais daquela fase de sua carreira, como Sullivan e Massadas, até Guilherme Arantes, e uma bela e inusitada parceria dela com ?Cazuza?, ?Nunca Sofri Por Amor?.

No seu LP de 1991, Joanna estoura novamente nas paradas de sucessos com canções como ?Meu Primeiro Amor? (em dueto com Fagner), O Que é Que eu Faço? (tema de novela), Estranha Dependência, e Toque de Emoção. Ainda nessa fase gravaria mais dois álbuns: ?Alma, Coração e Vida ? e ?Sempre no meu Coração?; ambos com marcas notáveis de vendagens e execução.

Em 1994 uma mudança nos rumos de Joanna, pois desde o início da carreira, notava-se a valorização de compositores clássicos da MPB, como: ?Cartola?, ?Mário Lago?, ?Jacob Bittencourt e ?Joubert de Carvalho?( inesquecível a belíssima interpretação de Joanna para ?Minha Casa?, de sua autoria). Juntamente com Roberto Menescal, Joanna faz o álbum projeto ?Joanna canta Lupicinio?onde interpreta as mais belas canções de ?Lupicinio Rodrigues?, com classe e a mesma suavidade que é a sua marca registrada. O trabalho é aclamado pela crítica e público vendendo mais de 400.000 cópias.

Animada pela aceitação desse trabalho Joanna se junta novamente a Roberto Menescal e produzem ?A Alma Brasileira? - Joanna em Samba-Canção em 1997. Em viagem pelas clássicas composições do gênero, temos como resultado um amplo panorama da MPB dos anos 50 até aos atuais, com compositores de todas as gerações, de Noel Rosa a Caetano Veloso, passando por Dolores Duran, Ary Barroso, Tom Jobim e outros mestres da música brasileira. Mais uma vez o sucesso é nacional, levando Joanna aos palcos para comemorar com um belíssimo show aclamado pela crítica carioca.

Num projeto mais ousado e que marcaria definitivamente a sua entrada no mercado internacional, nasce o belíssimo ?Intimidad?, disco em espanhol produzido fora do Brasil, guiado pelas mãos competentes de Armando Manzanero (produtor de Luis Miguel, cantor mexicano). Este disco revive os mais belos boleros clássicos de todos os tempos. Chega a marca das 250.000 cópias vendidas no Brasil e introduz a bela voz de Joanna no mercado hispânico mundial.

E ao comemorar 20 anos de carreira Joanna realiza mais um sonho, gravar um CD duplo ao vivo chamado ?Joanna 20 Anos ao Vivo?, aonde ela recebe o mais valioso presente que um artista pode ter: um imenso público fiel, sucesso e reconhecimento. Gravado no célebre Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro. Joanna abrigou milhares de admiradores em 4 dias de verdadeira alegria e comoção. A música ?To Fazendo Falta?, uma das inéditas do retrospectivo disco, caiu imediatamente no gosto do público, e se tornou a música mais executada nas rádios brasileiras entre os anos de 1999 e 2000, ficando assim por vários meses em primeiro lugar. No disco Joanna regrava seus maiores sucesso e conta com auxílio luxuoso do amigo e sambista ?Zeca Pagodinho?, desenhando um perfil pouco explorado por Joanna, mas que lhe cai como uma luva, pois seu lado carioca é mostrado de forma impecável.

Fechando a cortina desses 20 anos, Joanna volta em mais um disco inédito chamado ?Estou Bem?. Nele mostram-se arranjos diferenciados e com tendências ao ?Pop?, mostra também o lado da compositora Joanna em parcerias antigas e novas como: Isolda e Belô Velloso. Algumas regravações como Última Canção (um dos grandes achados do disco) e ?Nem Mesmo Você?, música de Helena dos Santos, regravada por Roberto Carlos, do disco o ?Inimitável?; para muitos o melhor álbum do Rei em seus mais de 40 anos de carreira. Também presente, a participação de Zezé Di Camargo em uma das faixas, num dueto muito afinado. Dando continuidade as participações, Joanna têm a honra de apresentar ao Brasil o cantor e compositor ?Biaggio Antonacci?, italiano de voz rouca e de expressão internacional. Dividem a faixa ?IRIS?, que na versão cuidadosa e requintada de Isolda, nasce ?Mensagem pra Você?, uma das grandes faixas desse belíssimo CD. E finalizando as músicas ?To Querendo Você? e ?Quebrei meu Coração? acontecem num clima alegre e descontraído revelando mais uma vez uma Joanna polivalente e festeira.

Em 2001 Joanna se interioriza mais, buscando centrar o seu canto nas canções sacras que aprendeu a gostar desde menina. Fez uma minuciosa pesquisa resgatando letras já esquecidas no inconsciente coletivo, músicas cantadas há anos nas missas brasileiras, mas agora com arranjos novos. O mote do disco veio da sua devoção a Nossa Senhora e respaldado em cima do imenso sucesso da música ?A Padroeira? (tema de abertura da novela com o mesmo nome, contando a história de seus milagres). ?Joanna em oração? é um disco comovente e de extrema delicadeza, desde os seus arranjos, bem como a interpretação emocionada de Joanna em todas as faixas. Nele se percebe a preocupação de Joanna em difundir a paz, a igualdade, a não violência (na faixa Nós Queremos Paz com a participação da Escola de Música da Favela da Rocinha) e em continuar a divulgar o discurso de Nossa Senhora que é a Paz entre todos os povos.

Em 2003 Joanna investe no formato acústico realizando novos e inesquecíveis encontros musicais. Temos Joanna e Bethânia cantando ?Maninha? de Chico Buarque, Fagner em ?Amor Alheio? de Paulo César Pinheiro e Ivor Lancelloti, Jorge Aragão em ?Mel na Boca? e KLB em ?Um Sonho a Dois. Joanna escolheu as canções que mais lhe tocaram e as pessoas que sempre povoaram seu universo musical. Mais madura e de uma tranqüilidade transparente, ela se movimenta em todas as tribos com uma mestria sem par, trafega com leveza e majestade na canção ?Viagem?de Paulo César Pinheiro e João de Aquino, sua voz brinca com a luminosidade da sanfona do mestre ?Sivuca? em o mega sucesso ?Recado? de Renato Teixeira, e passeia com graça em ?Diz Quem me Diz? - samba choro de sua autoria.

Em 2004, Joanna concretiza um sonho há muito desejado, juntar sua voz ao de amigos, parceiros, e principalmente aqueles que ela sempre cultuou como ídolos. Joanna celebra aqui e agora uma união com o público brasileiro. A felicidade, é claro, ainda mora em seu coração. E no nosso, que temos cada vez mais viçosa ao alcance dos olhos/ouvidos. Como não registrar a duplicidade da compositora e da cantora que confirma o valor da mulher na MPB nesses últimos anos? Joanna a quem devemos músicas lindas e discos qualificados, acompanha o tempo, o eterno e irrefreável tempo passando, com doçura e apetência, com a firmeza dos que sabem a que vieram. Enumerando um a um destaco o belo trabalho de ?Joanna entre amigos?.

De Roberto e Erasmo a bela ?Do fundo do meu coração?.
?Codinome Beija Flor?-Do inesquecível e irreverente Cazuza. (Participação Cazuza)
?Quando o amor acontece? de João Bosco e Abel Silva, faixa que, aliás, traduz em loco tudo que Joanna sabe fazer de melhor,cantar o amor.(Participação de João Bosco).
?Maninha? (Chico Buarque de Holanda),encontro muito esperado por Joanna desde sua adolescência. (Participação Maria Bethânia)
?Quarto de Hotel? (Gonzaguinha) música feita especialmente para Joanna através dos papos que tinham (Participação Gonzaguinha)
?O Pequeno Burguês? (Martinho da Vila) Ai se revela o lado carioca de Joanna no clássico desse mestre que é Martinho (Participação Martinho da Vila)
Colher de Pau (Beto sem Braço e Zeca Pagodinho) Joanna mais uma vez contracena com um dos grandes bambas do samba Zeca Pagodinho (Participação Zeca Pagodinho).
?Amor Alheio? (Ivor Lancelotti e Paulo César Pinheiro)-Musica escolhida a dedo por Joanna por se tratar de uma música singularíssima em sua vida (Participação de Fagner)
?Nunca sofri por amor?-(Joanna e Cazuza) ,primeira parceria de Joanna feita com Cazuza,acabou sendo musica obrigatória em todos os shows.(Participação Emilio Santiago)
?Mel na boca?-David Correia) Um dos sambas preferidos de Joanna,ao lado da alegria e talento de Jorge Aragão.(Participação de Jorge Aragão)
?A Banca do Distinto? Billy Blanco-Joanna com a competente e doce voz de Tereza Cristina a mais nova revelação do samba carioca. (Participação de Tereza Cristina)
Aventura-Eduardo Dussek e Luis Carlos Góes-Música da década de 80 em que Joanna sempre cantou em todos os lugares,fora a amizade que une Joanna e Dussek ?(Participação Eduardo Dussek)
?Nós queremos paz? (Joanna-Ronaldo Monteiro-Marcos Neto) Musica que virou um hino de paz pelo Brasil afora(Participação do Coral da Escola de Música da Rocinha)
?Aceito seu coração?-Do quase desconhecido Puruca a musica ganhou um arranjo impecável e virou música de novela.
E acrescento aos ouvidos de vocês amantes da música brasileira: ?Joanna, meu amor, muitos anos de sucesso para você, guerreiras do seu porte, tiram isso de letra?. (Por Ricardo Cravo Albim)

Joanna ao vivo em Portugal foi gravado em 2005 e lançado em 2006 em Portugal e Brasil, no Coliseu dos Recreios em Lisboa. Joanna vem estendendo sua carreira internacional já algum tempo, sempre com bons resultados e muita boa receptividade. Esse projeto nasceu de uma turnê muito bem sucedida aonde foi possível agregar o sucesso da mesma, com a vontade antiga de Joanna juntar num DVD e CD grandes sucessos conhecidos por lá e cá .Neles (DVD e CD) estão registrados momentos muito especiais.
Sucessos consagrados como: ?Caminhos do coração?(Gonzaguinha), ?Codinome Beija Flor?(Cazuza, Ezequiel Neves) com participação de Cazuza, ?Do fundo do meu coração?(Roberto e Erasmo), ?Amor Alheio?(Ivor Lancelloti e Paulo César Pinheiro), ?Sozinha?(Caio e Mauro Fonseca), ?Meu primeiro amor?(H.Gimenez e versão de José Fortuna) ?Momentos?(Joanna e Sarah Benchimol), e uma homenagem emocionada a música Portuguesa no bloco acústico que contém - ?Barco Negro? (Caco Velho-David Mourão-Ferreira-Piratini), ?Estranha forma de vida?(Alfredo Marceneiro e Amália Rodrigues), ?A Paixão (Segundo Nicolau da Viola-Rui Veloso e Carlos Tê), ?Cartas de amor/Olhos Castanhos?(Alberto Alves Coelho).
Finalizando o trabalho as esperadas e megas hits como:?Teu caso sou eu?(Carlos Colla e Mauricio Dubock),?Amanhã Talvez?(Sulivan e Massadas), Tô fazendo falta (Alvaro Socci e Lucca Ferreira) e mais o instrumental ?Acenos?(Tony Bahia).
Enfim como disse o Jornal (Correio da Manhã) Joanna, leva o público ao rubro ou seja, ao êxtase. Com este mesmo projeto Joanna ganha o prêmio Tim de 2007 como melhor cantora popular .

Em 2007 Joanna registra em CD e DVD seu mais recente trabalho intitulado ?Joanna em Pintura Intima?, gravados no Citibank Hall na cidade de São Paulo-Capital . Momentos marcantes, importantes na sua trajetória como artista, revela seu lado de compositora segura, com clássicos que marcaram definitivamente sua carreira.
Revisita de forma impecável quase todos os seus grandes sucessos, com arranjos delicados e aos mesmo tempo vigorosos. Joanna está solta, segura em todas as tendências que se apresentam nesse trabalho.Vai da balada ao choro, do rock ao samba e outras vertentes, tudo com muita competência e leveza.
O repertório baseia-se em seus grandes sucessos e conta também com duas participações especiais: Uma de Cazuza ?Codinome Beija Flor?e outra do Italiano Biagio Antonacci com a música Iris Traletue Poesie, versionada pela compositora Isolda ganhando o nome de ?Mensagem pra você?.
A costura musical do DVD e CD foi criando a intimidade que ela tanto queria, alguns elementos musicais foram se incorporando de uma forma muito simples, cantar como se estivesse em casa sem tempo com intimidade bastante para criar um clima de interatividade que tanto queria. Um pequeno palco foi agregado ao meio do público aonde se conclui um bloco deliciosamente acústico homenageando craques como: Adoniran Barbosa, Rita Lee, Guilherme Arantes e outros, daí a comunhão dessa intimidade.
Enfim a festa termina em samba,?Deixa a vida me levar?, um dos ritmos que Joanna mais gosta e que é muito bem interpretada por essa polivalente artista. Fez questão de regravar esse samba por identificar-se com a poesia nua e crua o que prova que o artista está sempre à frente do seu tempo, encontrando a forma perfeita para contar a sua história.
Assim é ?Joanna em Pintura Intima?que encerra seu DVD com o público aplaudindo de pé e pedindo bis!
E, assim segue Joanna cantando as belezas de um sentimento tão primordial como o amor, das mais diversas formas, das mais simples, as mais rebuscadas, uma verdadeira rainha entronizada no canto popular. A emoção e a sinceridade que Joanna passa em sua voz privilegiada serão com certeza, entendidas e apreciadas em todos os pontos do planeta a que seus discos chegarem e onde seu carisma de intérprete contagiar às mais diversas platéias. A isso chama-se VERDADE.

No decorrer desses anos de consagração, a voz de Joanna se uniu a duetos polivalentes e de grande expressão nacional e internacional como:
Maria Bethânia, Gal Costa, Lucho Gatica, Armando Manzanero, Barry Manilow, Roupa Nova, Fagner, Jorge Aragão, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Sérgio Reis, Zezé di Camargo, Biaggio Antonacci, Cauby Peixoto, Gonzaguinha, Cazuza, Délcio Carvalho, Nelson Gonçalves, Altemar Dutra, Fábio Jr, Trio Irakitan, Sá e Guarabira.
Recebeu centenas de prêmios e troféus chegando a ser considerada na América Latina ?A melhor cantora do mercado latino", com o prêmio Ibero América dos anos 90. Em Portugal e nas comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo se solidificou completamente, chegando a ganhar o maior prêmio dado a um artista naquele País ?Caravela de Prata? somente ela e Amália Rodrigues receberam.
Hoje Joanna acumula mais de 20.000.000 milhões de discos vendidos.

© 2003 - 2014 Palco MP3 · Música independente divulgada de verdade · 93 mil artistas, 1 milhão músicas e mais de 4 bilhões de downloads.