contrate

A Maloca

DJ Dourado/Thales/Ney

Nos tiraram das senzalas,e nos jogaram nas

favelas,Periferias e quebradas.

Nos livraram das correntes,mais aí,aprisionaram nossas

mentes.

Hoje, não somos mais perseguidos por capitães do mato,

nem castigados no tronco com chibatadas.

Mas somos perseguidos pela polícia. Corremos nas ruas,

nos campos, nos presídios. De fome, frio na bala.


Então veja como está o meu povo sofre demais

Escravizados desde os ancestrais, há tempos sentem

muitas dores

Capturados, seu físico explorado, mas um espírito

guerreiro

Viva seu povo, ó grande "Oxum?

Não vai morrer a geração de negro (guerreiro)

Havia choro e sofrimentos lá no tronco. Viva seu povo,

ó grande "Oxum?

Não vai morrer a geração de negro (guerreiro)

Havia choro e sofrimentos lá no tronco.

Malandros, maloca, ma - maconheiros

Segura as pontas, moleque, malandragem, aqui é preto

Negro Zumbi, Malcon X, Luther King e outros guerreiros

negros que por aqui existem.

Eu vou dizer: Zumbi foi um guerreiro pela paz nessa

terra de gigantes quem é mais

Estamos concentrados no Centro-Oeste, a Cidade é

Planaltina, Quilombo DF, pode crer

Então segure a sua fissura, controle a sua loucura

Negros, pobres, rappers, pretos, malucos das ruas

Vivemos constantemente no meio da bandidagem

Falamos em nossas letras somente a verdade

Malocado nos mocós da cidade

Vivendo vigiado, vigiando os otários Civis, PMs,

policiais folgados

Esses pregos estão achando que atrasaram o nosso lado,

que nada

Estou aí, chegando, o nosso som ecoando mais pesados

que nunca então segura malandro

Muitos acharam que iriam nos derrubar, aqui é Código

Penal, é bom se ligar


Sou da maloca, maluco, só tem maluco

Sou da maloca, maluco, só tem maluco


O Brasil é um país cheio de preconceitos, isso pra mim

não é novidade há muito tempo

A polícia, racista, mata, mata mesmo, é uma merda

guerra fria

Sem estia pra quem vive no submundo, periferia

É na quebrada que o dedo aperta, o tambor gira

Tem maluco que vacila, pira, atira

Quando não mata, morre, vai preso, é assim mesmo

Quer tomar uma cerva, então beba

Quer fumar um bagulho, então acenda

Quer cheirar, cheire, fique muito louco do jeito que

você quiser, moleque doido


A consciência pro espaço, a alto-estima destruída, nem

se liga, já era um abraço

Então racistas que se **** explodam-se, vão tomar no

**

tô cansado de demagogia, pilantragem, patifaria

Confesso, detesto Playboyzada, burguesia


Sou da maloca, maluco, só tem maluco

Sou da maloca, maluco, só tem maluco.


Não vai morrer a geração, só escuro, mameluco, pode

vir perseguição

Que sobrevivemos a tudo, até a maldita escravidão,

no início do mundo veja o que gera

Só negros atualizados, prontos pra guerra enfrentamos

a qualquer miséria

E pode mandar polícia com armas de combate para

atirar

Invadir a nossa quebrada e bancar o desastre que vamos

continuar

Porque a maloca é grande, bem mais forte que antes

Expressão fulminante, ideologia nas mentes, atitude no

sangue

É só quem é negro sabe o que é a desigualdade

É só quem é negro sabe a origem da realidade

Sair dos porões dos navios para o calabouço do

sistema

Ser libertado das correntes, hoje aprisionados por

algemas

Mas somos fortes, "branquinho" corre, que o "preto"

vai atirar

Segura o verbo, pois o negro não morre, enquanto não

se libertar

Pois num mundo negreiro, sou mais um guerreiro com

sangue no olho (maloqueiro)

É fora da lei, mas justiceiro, canto pela paz, não

pelo dinheiro, veja só

Estou na favela, evolução da Senzala, não sei se é

melhor

População crucificada pelo sistema sem dó

Como Zumbi, vamos herdando a missão de Gangazumba

Lutando contra a aquisição, organizando a fuga

Valeu população negra, vencemos mais uma fase

Nos encontramos no próximo Quilombo dos Palmares


Sou da maloca, maluco, só tem maluco

Sou da maloca, maluco, só tem maluco


E você verá que a justiça do homem, falha, falha,

falha

Então confie mais em Deus, véio

Pois a justiça está em Ti

Não vai morrer a geração de negro guerreiro.

Havia choro e sofrimentos lá no tronco Não vai morrer

a geração de negro (guerreiro). Havia choro e

sofrimentos lá no tronco

Por favor, não maltrate esse negro


Esse negro foi quem me ensinou


Esse negro da calça rasgada, camisa furada


Ele é meu professor?

.

fotos (61)

clipes (6)

comentários (488)

Compartilhar no

moises

salve salve planaltina minha quebrada ai pivete estou chegando

dimenorzr

PASSANDO PRA DEIXA UM SALVE VIRE FÃ SE PÁ FAZ O MESMO .

PAZ E ADIANTO AI . ..

ione neto

sonzera !!!

Elton Araujo

BTF ,,,

V.L.T.A ama)

salve salve...firmeza..rap do bom...100%

483 comentários

artistas relacionados

© 2003 - 2015 Palco MP3 · Música independente divulgada de verdade · 103 mil artistas, 1 milhão músicas e mais de 5 bilhões de downloads.